7 DICAS SIMPLES PARA UMA LEITURA DINÂMICA EFICIENTE

Tempo de leitura: 23 minutos

É muito bom saber que você abriu este Artigo!

Faz muito tempo que as pessoas perderam a coragem de ler, por isso, escolher abrir este artigo foi um ato heroico. Parabéns! leitura dinâmica

Agora cabe a mim, no ofício de escritor, ter conhecimento, competência e humildade para manter acesa a chama da curiosidade, e conduzir a sua leitura até o fim, para juntos recebermos o troféu de vencedores da fantástica aventura da qualificação pelos livros.

A falta de tempo e de planejamento são as principais razões para o declínio da leitura, você com certeza sabe disso. Mas você também sabe dos benefícios que algumas horas de leitura podem trazer. leitura dinâmica

Mas como ganhar tempo na leitura? Como tornar a leitura eficaz e aproveitar melhor o conhecimento?

Muitas vezes procuramos soluções complexas para problemas complexos, mas meus dezoito anos ministrando cursos para estudantes me mostraram que muitas vezes problemas complexos são resolvidos com soluções simples.

É a proposta deste Artigo!

Na sequência deste artigo você não encontrará um tratado sobre métodos de leitura, muito menos um manual com exercícios para treinar. Minha proposta é mais direta:

Vou lhe oferecer um conjunto de soluções práticas que você poderá aplicar hoje mesmo em seus estudos.

Eu vou lhe apresentar 7 dicas simples para uma leitura eficiente.

Espero que sejam úteis.

Boa leitura!

1# Não reclame, o livro é seu melhor amigo

Talvez você já tenha dito ou mesmo ouvido esta frase:

“Preciso ler um livro, mas detesto leitura.”

Reclamar, falar mau do texto antes mesmo de iniciar a leitura é o mesmo que falar mal de um sorvete de tapioca antes de provar seu sabor.

É um grave exercício de auto-sabotagem, ou como diria o pai da psicanálise, Sigmund Freud (1856 – 1939), é um “ato falho” que serve apenas para bloquear seu aprendizado e piorar as coisas.

Tudo bem, você não precisa ser um apaixonado pela leitura, mas também não pode falar mal do texto sem antes experimentá-lo. Pode ser que você esteja dispensando uma joia, um conteúdo que poderia dar uma guinada em sua vida.

Isso já aconteceu muitas vezes comigo: eu tinha um problema; precisava de uma resposta mas, ao invés de quebrar minha cabeça, eu relaxava e começava a ler um livro (qualquer livro, não precisava ser um livro diretamente ligado ao meu problema).

Envolto em conceitos, ideias e palavras, o livro ajudava a reorganizar as estruturas dos meus pensamentos e muitas vezes eu gritava (na verdade, pensava alto) ao estilo Arquimedes:

“Eureka!, Eureka!”

“Achei” a resposta que faltava. Isso aconteceu inúmeras vezes e é por isso que eu amo os livros! leitura dinâmica

Para você ter ideia, ler é uma parte importante da minha rotina. Eu me comprometi a ler todos os dias, porque tenho humildade de reconhecer que tudo que conquistei até hoje devo aos ensinamentos que aprendi com os livros.

Eu gerenciei os meus horários de uma forma que sobrasse todos os dias um tempo para leitura. É por isso que todos os dias eu aprendo algo novo com os livros e nunca reclamo, afinal, não podemos falar mal de quem nos faz tão bem, não é verdade?

Se você reclama da leitura. Vive dizendo que “ninguém merece ler numa tarde ensolarada de domingo”, então saiba o livro também não merece um leitor como você.

Livro merece respeito, tem que ser tratado com carinho. Lugar de livro não é na prateleira. É na mão de pessoas interessadas, que querem evoluir, porque a leitura alimenta a alma, é a fonte mais segura para se obter conhecimento sólido.

Eu não era um grande leitor, mas hoje tenho orgulho de dizer que leio sem esforço pelo menos 50 livros por ano. Você também pode fazer isso!

Você quer aprender de verdade? Não fique garimpando vídeos curtos na internet, pegue um bom livro. leitura dinâmica

Para ler um bom livro você demora dois, três, quatro dias. Um vídeo na internet, por melhor que seja não lhe entrega nem 2% do que o livro pode lhe oferecer. É uma questão de lógica, entende?

Se você gasta oito horas líquidas para ler um livro inteiro, como é que um vídeo de 15 minutos com um resumo do livro vai resolver seu problema? No mínimo faltará muita informação, concorda?

Falar mal da leitura, ou da escola, e até mesmo do professor faz com que aconteça um bloqueio de aprendizado e o leva a abandonar a leitura.

Então a minha primeira dica é esta: não fale mal das matérias. Enxergue-a como uma oportunidade. Trate o momento da leitura como um ato sagrado.

É o que você está fazendo neste momento, lendo, aprendendo. Não é gostoso?

Então, faça isso mais vezes. Faça como eu faço: reserve todos os dias um tempo, isole-se e comece a saborear o gosto da leitura.

Aprenda um pouco todos os dias. Quem sabe daqui a algum tempo você me envia um email dizendo que também está lendo 50 livros por ano. Seria sensacional, não acha?

2# Esqueça o mundo, leia!

Você sabe como os Monges tibetanos faziam para afastar o desejo sexual e manter suas mentes focadas na meditação?

Eles entravam numa sala e passavam vários minutos contemplando amostras de fezes, urinas, vísceras e feridas humanas.

Fazendo isso eles criavam uma espécie de aversão ao sexo e conseguiam manter o foco naquilo que para eles era mais importante: alcançar um estado elevado de consciência, a iluminação.

Acredite: você também pode encontrar a iluminação na leitura, em outras palavras, você pode atingir um estado elevado de concentração na leitura e para isso você precisa se afastar de tudo aquilo que tira o seu foco.

Eu descobri como me concentrar na leitura no dia em que meu celular, novinho em folha, foi atropelado por um ônibus. Eu estava correndo, atravessando uma avenida quando passou um ônibus atras de mim.

“Ploft!”.

Quando eu olhei para traz, vi meu celular transformado numa folha papel.

Eu estava em Sorocaba, interior de São Paulo e ficaria uma semana no hotel, sem celular! O que me restou foi mergulhar nos livros.

Entenda: eu ia ler meus livros, independente de ter perdido ou não o meu celular, mas a morte do meu Samsung Vision (do olho azul, lembra?) foi o melhor que pôde acontecer, porque naqueles dias eu consegui me isolar do mundo.

Ninguém me ligava.

Ninguém me mandava mensagem. Ninguém me enchia o saco. Pronto!

Para ter concentração na leitura e com isso conseguir entender o texto é preciso isolamento.

Como explico no meu livro Segredo dos Gênios, o estudo é uma jornada solitária. Por isso é preciso aprender a dizer NÃO para as interrupções e esquecer do mundo.

Um ato de sabedoria é aprender como se isolar do mundo.

Desligar o celular, fechar a porta, avisar, ou melhor, explicar às pessoas que você vai se retirar por algum tempo é um ato de sabedoria na leitura.

Você está lendo este texto, certo?

Então que tal olhar ai no ambiente e descobrir o que poderia tirar a sua atenção?

Faça isso agora. Experimente, é bem fácil!

Você verá que assim fica mais fácil obter mais concentração na leitura.

3# Senta direito, moleque!

“Senta direito, moleque!”

Quantas vezes eu ouvi esta frase…

Talvez você também já tenha ouvido algumas milhares de vezes, principalmente se você era um magricela e alto como eu, que não conseguia se “ajeitar” na tábua da cadeira da escola.

A grande verdade é que a postura é um vilão que cria a dificuldade de manter a concentração na leituraleitura dinâmica

A leitura é um exercício mental e o corpo é deixado de lado quando estamos lendo.

Entretanto, se você está num local desajeitado, numa cadeira dura e com a coluna torta, a probabilidade de que você se concentre será mínima, porque a postura errada fará você sentir dor e ficará desviando a sua atenção o tempo todo.

Segundo pesquisas, a retenção de memórias autobiográficas, ou seja, as memórias dos fatos ocorridos conosco, melhorou muito depois que jovens e adultos adotaram uma postura adequada.

O registro das lembranças está relacionado ao “estado” de aprendizagem, um conceito que inclui não só a postura, mas também as emoções e ambiente circundante.

Quando a postura não está correta a leitura também não é absorvida como se deve.

Congele!

Não mexa nenhum músculo!

Observe a postura que você está lendo este texto agora.

Se estiver com a postura errada, faça o seguinte:

Sente-se corretamente, numa posição em que nada incomode seu corpo. Depois leia a próxima dica (que aliás é muito importante).

No final faça uma avaliação e me conte como você se sentiu.

Perceba como sua concentração melhorou.

4# Leitura silábica

“Pen-so, lo-go e-xis-to.”

A conclusão acima foi feita pelo filósofo e matemático, René Descartes, mas ela perde seu sentido e profundidade quando fazemos a leitura silábica.

Leitura silábica é o ato de ler sílaba por sílaba e aprendemos a fazer isso na infância, quando o professor ensina a fazer a leitura das palavras pausa- da-men-te.

É um processo necessário nesta fase de alfabetização. leitura dinâmica

Os problemas na leitura começam quando o leitor segue lendo “silabicamente”, o resto da vida.

Neste caso o texto não faz sentido porque a leitura se torna mais lenta e dificulta completar um raciocínio.

Alguns chegam a ler sílaba por sílaba, para então formar a palavra. Quando chegam na frase seguinte já perderam tanto tempo com isso que esquecem o que dizia na frase anterior.

Com a prática da leitura silábica as pessoas tendem a ficar confusas por conta da demora e assim tem mais chance de cometer erros de compreensão de texto.

O outro problema da leitura silábica é a memorização.

Como a leitura lenta dificulta a compreensão da ideia central, ela também não favorecerá a fixação do texto pela memória.

Em meu curso de leitura dinâmica, FastRead, oriento meus alunos e mostro passo a passo como superar o desafio da leitura silábica.

Ensino uma técnica de leitura onde desfazemos os condicionamentos que tornam a leitura sofrível e preparamos o leitor para capturar blocos inteiros de palavras, e não sílabas isoladas.

Conseguimos aumentar gradualmente a velocidade na leitura sem perder de vista outra função essencial, a compreensão do texto.

Outro problema que agrava ainda mais a qualidade da leitura é a popular “leitura em voz alta”.

Tente imaginar: se a leitura silábica faz o leitor se arrastar pelo texto, imagine fazer a leitura silábica em voz alta!

Ler em voz alta prejudica o ritmo e compreensão do que foi lido. Falar durante a leitura também desvia sua mente da tarefa mais importante de todas:

traduzir as palavras impressas no papel (símbolos) em informação com significado.

Muitos alunos me perguntam se existe algum benefício em ler em voz alta.

Minha experiência em 18 anos ensinando técnicas de memorização e leitura me mostraram que, sim, existem benefícios na leitura em voz alta, especialmente quando falamos em memorização.

Entretanto, existe o momento e a técnica certa para se fazer isso. Caso contrário você vai ler se arrastando como uma tartaruga.

Além da leitura em voz alta, existe ainda um outro problema: subvocalizar.

Quando você está lendo, escuta um sonzinho, como um “hã… hã… hã…” saindo de dentro da sua garganta?

Esse fenômeno é chamado de subvocalização.

Ele tem os mesmos efeitos negativos da leitura em voz alta, mas fazemos isso com o objetivo de “abafar” outros ruídos externos no ambiente e em nossa própria mente, como aquela música que não sai da cabeça quando estamos lendo.

Segundo Donald Weiss, autor de livros sobre técnicas de leitura, se você deixar de subvocalizar e seguir vagarosamente o texto com os olhos, ganhará mais ritmo na leitura.

“Deixe que seus olhos passem sobre as palavras sem escutar seus sons, isso ajudará a manter o olhar relativamente fixo.” explica.

“Penso, logo existo.”

Descartes poderia completar dizendo que a leitura é um ato sagrado e deve acontecer no plano mental.

Ela deve ser um fluxo constante de pensamento e não um ruído em nossa garganta.

Cuide disso hoje mesmo, ok?

E não vale responder: “A-hã!”

leitura dinâmica

5# Caindo de sono

Quer uma receita para dormir como um anjo?

Encoste-se confortavelmente numa cama, deixe o abajur com iluminação bem leve, pegue um texto bem difícil e leia.

Em poucos minutos você estará babando!

Muitos alunos me escrevem perguntando o que fazer para não sentir sono na leitura.

Em primeiro lugar você precisa entender que o ato de ler, ao contrário do que muitos pensam, não dá sono.

Estudos revelaram que a leitura não dá sono e sim outros fatores como:

– Horário impróprio;

– Iluminação;

– Cansaço físico;

– Cansaço mental; leitura dinâmica

– Problemas de visão;

– Noites mal dormidas;

– Postura;

E muitos outros fatores que causam sono na leitura e que exigiriam uma investigação mais apurada.

Em suma: você pode até sentir preguiça de segurar um livro e virar as páginas, mas sono você não terá com a leitura.

O que eu recomendo aos meus alunos do curso de leitura dinâmica, é que flagrem o momento em que o sono aparece, interrompa a leitura e investigue.

O objetivo é descobrir qual é a causa e imediatamente tentar neutralizar.

Por exemplo: de acordo com o estudo feito pela Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos, as luzes LED emitidas pelos tablets e smartphones podem interferir no seu relógio biológico e enganar o seu cérebro na tentativa inconsciente de diferenciar o que é dia e noite.

Isso pode influenciar na qualidade da leitura.

Eu gravei um vídeo falando sobre a diferença entre o livro impresso e o digital (assista aqui).

Então, antes de colocar a culpa na leitura e desistir de ler algumas dezenas de livros, a melhor recomendação é investigar a origem do sono.

Se for sono, de fato, tire uma breve soneca antes de continuar a ler.

Se for iluminação, melhore o ambiente.

Se for problemas de visão, agende uma consulta com um especialista.

Enfim, resolva logo o problema!

Fazendo isso a sua leitura ganha em qualidade, velocidade, compreensão e o melhor disso tudo, o benefício da memorização.

leitura dinâmica

6# Excesso de marca texto

Todos os dias recebo dezenas de emails perguntando sobre qual o melhor método de leitura e estudo.

Alguns emails começam assim:

“Já ouvir falar que marcar o texto é bom…”

“Assisti um vídeo na internet que ensinava a marcar textos…”

“Um colega me falou que canetas coloridas ajudam na memorização…”

Bom, vamos colocar estas informações em ordem!

Canetas coloridas ajudam na leitura, sim ou não?

A resposta é, NÃO!

Elas fazem você perder um tempo precioso grifando informações desnecessárias.

A leitura dinâmica tem que ter ritmo. Você precisa avançar sempre, sem ter a obrigação de fazer pausas metódicas para grifar esta ou aquela palavra.

O marca texto pode até ajudar a destacar alguns pontos principais, mas o exagero atrapalha na hora da leitura.

O excesso de marcação do texto faz com que o leitor, ao invés de guardar o que foi lido, acabe se distraindo e não memorizando.

Outro fato é o texto ficar brilhando, o que acaba sendo cansativo na hora da releitura.

Canetas coloridas ajudam a guardar o texto na memória, sim ou não?

A resposta de novo é, NÃO. leitura dinâmica

De acordo com uma reportagem da revista Time, assinada pela jornalista Annie Murphy, um estudo da Associação de Ciências Psicológicas dos Estados Unidos, mostrou que usar canetas marca texto durante a leitura está entre as piores táticas para se fixar algo na memória.

“Não há vantagem alguma a não ser a de ter lido o texto novamente. Marcar o texto tira a tenção de quem estuda”, diz a autora.

No curso online de Estudo e Memorização eu convido meus alunos a pensarem um pouco sobre o ato de marcar textos.

Raciocine comigo:

Se um texto é importante o suficiente para ser marcado, então significa que ele precisa ser memorizado, você concorda?

O texto tem que estar em sua memória e não colorido nas páginas de um livro.

É ai que entra aquilo que eu adoro ensinar, que são as técnicas de memorização.

Técnicas de memorização aliadas ao uso adequado de uma ferramenta podem trazer benefícios.

Mas será que marcar textos vale mesmo a pena?

Cá entre nós: será que os grandes gênios ficavam perdendo tempo, torrando seus miolos decidindo a cor da caneta?

Imagine Albert Einstein tentando resolver esta dúvida fundamental…

“Eu marco esse texto com a amarelinha ou com a verdinha?”

Shakespeare, em sua Tragédia de Hamlet, com uma caneta nas mãos dizendo:

“Será rosa ou será vermelha, eis a questão.”

Não dá, né? leitura dinâmica

Seria uma tragédia na leitura, isso, sim.

Talvez você pergunte:

Mas então o que eu faço com a minha coleção de marca textos, Renato?

Doe esse trem para seus sobrinhos, “Uai”, como diriam meus amigos de Mineiros.

Melhor: fique com uma apenas, a amarela, pronto!

O marca textos tem, sim, alguma utilidade no processo de aprendizagem e memorização, mas é preciso saber como utilizar.

Existem regras para torná-lo seu grande parceiro nos estudos. Isso é uma longa conversa que abordo lá no curso online.

Por enquanto deixarei esta reflexão:

“Se um texto é importante o suficiente para ser marcado, então significa que ele precisa ser memorizado.”

7# Esquecer de tudo o que foi lido. Tem algo pior?

Você se lembra do trecho daquele livro que você leu ontem?

Não?

Pois é… veja como a memória é fundamental na leitura!

Mais do que sentir sono, que a leitura em voz alta, que a subvocalização, a memória fraca é o nosso pior inimigo na leitura.

Antes de conquistar o título de melhor memória do Brasil eu era um cara esquecido. Sim, admito que eu já passei poucas e boas por causa da minha memória.

Lia um texto inteiro e no final não me lembrava de nada. Isso me deixava irritado. E não é para menos.

Analise: você tira uma tarde inteira para se dedicar a leitura. Faz a sua parte, lê tudo, palavra por palavra e no final, quando olha para traz não se lembra de nada.

Tem algo pior?

Talvez você já tenha passado por isso.

O sentimento mais comum nessas horas é o de frustração.

Dá vontade de chorar, porque você percebe que todo aquele tempo foi inútil. Que não tem outro caminho senão o de voltar e fazer tudo de novo.

Mas cadê o tempo?

Eu já ouvi casos de pessoas que jogaram o livro na parede!

Até acho justo desabafar, mas não descarregue sua raiva no pobre do livro. Ele não tem culpa.

Também não xingue a sua memória, acredite, ela também não tem culpa. Aliás, eu provo que ela é a sua melhor companheira nos estudos.

“Então quem é o culpado?”

Talvez você pergunte.

É você mesmo!

Sim. A sua memória está a sua disposição, mas você não aprendeu a utilizar.

A leitura pode ser uma fonte interminável de conhecimento, mas para aproveitar você precisa envolver a sua memória no processo.

Tem que aprender a usar memória com inteligência na leitura.

Lembrar-se do que foi lido é um privilégio para poucos, mas está ao alcance de quem procura, acredite.

Eu era um esquecido, eu lia e não me lembrava de nada, mas melhorei minha memória a ponto de me tornar recordista de memória.

Por favor, não entenda isso como arrogância, não quero dizer que sou melhor do que você.

Eu gosto de falar dessas conquistas para mostrar que eu consegui superar esta dificuldade de memorização de textos.

Até aqui nós vimos vários erros graves que cometemos na leitura e a memória fraca é o pior deles, entretanto, pode ser totalmente superado.

Dizem por ai que leitura rápida e memorização não funcionam.

Se você olhar superficialmente, vai constatar que, de fato, não funciona.

Mas se olhar com uma lupa vai chegar a conclusão que, sim, é uma habilidade totalmente viável e está ao alcance de qualquer pessoa que tenha disposição para aprender.

Entenda: leitura dinâmica

Muitos leitores sofrem de ansiedade crônica na leitura.

Eles abrem o livro, querem chegar ao final em cinco minutos, compreender tudo e de quebra ainda lembrar mínimos detalhes.

É como o sujeito que tem uma prova ferrada, só pega para estudar a caminho da escola, quer tirar 10 e ainda comer a maça sentado na mesa da professora.

Não estou dizendo que seja impossível ler rápido e memorizar, ao contrário, é totalmente possível. Deu certo comigo, está dando certo com milhares de pessoas.

A leitura dinâmica bem compreendida e treinada pode resolver muitos dos nossos problemas. leitura dinâmica

Especialmente o de muita leitura para pouco tempo.

Entretanto, é preciso entender que é necessário preparação.

Você deve:

1) Fortalecer a memória;

A sua memória operacional (memória de trabalho) deve ser fortalecida para que consiga reter mais informação.

Quando você consiga carregar na memória uma quantidade maior de informação, sua mente tem material para manipular e completar melhor o raciocínio.

Com isso você ganha tempo, uma vez que não precisa voltar ao texto anterior.

2) Desconstruir hábitos antigos;

Ler em voz alta, subvocalizar, se arrastar pelas sílabas, ler como uma tartaruga são hábitos, não está na sua genética.

Acredite: você não precisa morrer lendo assim.

A boa notícia é que hábitos podem ser modificados e existem bons treinamentos em leitura dinâmica e memorização que podem lhe ajudar.

3) Aprender novas estratégias de leitura dinâmica;

Identificando os seus pontos fracos você tem duas escolhas :

Desistir da leitura, o que eu particularmente acho um suicídio profissional, pois o mundo em que vivemos pede cada vez mais qualificação.

Ou dar uma oportunidade a si mesmo e resolver os seus problemas de uma forma diferente.

Lendo mais, investindo em qualificação.

Se você chegou até aqui com este texto. Você está de parabéns. Hoje você deu um grande salto rumo ao conhecimento.

Seria um privilégio ainda maior se você começasse agora a ler outros livros.

Quantas outras coisas legais você iria descobrir, não é verdade?

Se você acha que deve melhorar um pouco mais a sua velocidade de leitura e, como eu faço, chegar ao ponto de ler mais de 50 livros por ano, então saiba que existem ótimos cursos e soluções para isso. Leitura dinâmica

* * *

Como vimos no início deste artigo, a solução para uma boa leitura pode estar naquilo que não vemos, ou seja, nos erros que cometemos ou nos processos que desconhecemos na leitura.

Agora eu gostaria de lhe convidar a experimentar um jeito diferente de ler.

Existem novas ferramentas que permitem uma leitura mais rápida e eficiente sem perder de vista a qualidade. leitura dinâmica

Quero lhe convidar a conhecer um dos nossos cursos de maior sucesso:

Fastread – Curso de Leitura Dinâmica e Estudo (clique aqui para conhecer).

Leitura Dinâmica

Com ele você aprende passo a passo como ler de 3 a 6x mais rápido com foco e compreensão.

O curso também apresenta ótimas soluções para ajudar você a memorizar textos.

Receba bônus exclusivos:

Ao se inscrever no curso você receberá de presente em sua residência o meu livro O Segredo dos Gênios, um manual completo de técnicas de estudo e memorização para auxiliar ainda mais nos seus projetos profissionais e acadêmicos.

Recebera também o acesso a palestra “Foco para máxima produtividade” uma das palestras mais elogiadas do Brasil.

Acesse agora  e conheça um pouco mais sobre o FastRead.

Se precisar de ajuda com os estudos, conte comigo.

Um abraço, Renato Alves

Escritor e Recordista Brasileiro de Memória

Site: www.renatoalves.com.br

Humano Editora e Distribuidora de Livros.

botão download

Não deixe de compartilhar com os amigos, afinal, dicas de leitura são de utilidade pública!

leitura dinamica